Nascido em 1993 sob o nome de Danças Na Cidade, enquanto plataforma da dança nacional, o festival rapidamente se tornou um dinamizador essencial da geração de artistas extremamente talentosos do movimento da Nova Dança Portuguesa, e um lugar de encontro com artistas internacionais. Em 1997 a revista Ballet International/Tanz Aktuell classificou-o como “um dos mais importantes festivais de dança contemporânea na Europa”. Coprodutor ativo de criações nacionais e internacionais, o Alkantara Festival continua, passados 23 anos, a integrar o circuito dos principais festivais internacionais e a marcar um momento chave no calendário cultural.
Inspirado pela abolição de fronteiras entre disciplinas na criação artística contemporânea e pela sua inserção local – na cidade de Lisboa e sua comunidade artística – e internacional, o festival muda em, 2004, o nome para Alkantara Festival – palavra de origem árabe significando “a ponte” e assume o slogan “Mundos em palco”.
O Alkantara Festival é uma ponte entre artistas de todos os continentes, liga Lisboa ao mundo, apoiando-se na participação numa extensa rede de parcerias internacionais, e tirando partido da posição estratégica de Lisboa, entre a Europa e outros continentes com ligações históricas a Portugal. O local e o internacional cruzam-se no Alkantara Festival, um evento bienal com uma identidade forte e uma programação contemporânea de elevada qualidade que traz a Lisboa muitos programadores e público internacional. Mas o Alkantara é muito mais do que um festival. A associação, com sede no Espaço Alkantara, um edifício histórico no bairro de Santos-o-Velho, cedido pela Câmara Municipal de Lisboa, desenvolve um programa intenso de residências artísticas, apresentações, projetos de formação e investigação artística, intercâmbio internacional, que afirma o seu papel fundamental de apoio, dinamização e divulgação da criação artística nacional e internacional.logos
Alkantara é reconhecido pela Presidência do Conselho de Ministros como Entidade de Utilidade Pública e é considerado um projecto de Interesse Cultural pela Secretaria de Estado da Cultura.