“Do Irreparável: o que pode uma ética de reparação?” – AND LAB

Espaço Alkantara
15 dez., 18h-20h

Do Irreparável: o que pode uma ética de reparação? – sessão inaugural
Com Fernanda Eugénio, Ana Dinger e convidadxs
AND Lab I Centro de Investigação em Arte-Pensamento & Políticas de Convivência

Este encontro constituirá o primeiro momento alargado (público) de partilha das actividades programadas pelo AND Lab I Centro de Investigação em Arte-Pensamento & Políticas de Convivência para o ano 2019, no âmbito do projecto apoiado pela dg-artes. “Do Irreparável: o que pode uma ética de reparação?” será a questão-problema a atravessar (e agregar) todas as actividades compreendidas nesta investigação-experimentação. “Do Irreparável: o que pode uma ética de reparação?” consiste numa criação expandida, transdisciplinar, apoiada em dispositivos relacionais – tais como palestras-performance, performances situadas, publicação em modo caixa-livro e instalações móveis – e articulada através de diferentes situações de partilha – apresentações, residências, laboratórios e exposições.

Vivemos num mundo que coincide com o Irreparável: foi e é feito do/no reiterado exercício da violência e do saque (colonial, patriarcal, racista, sexista, antropocêntrico, heteronormativo…) – regime hegemónico que não apenas produz o Irreparável, mas uma inerente (in)sensibilidade. O Irreparável é também quase sempre Irreparado: obviado, justificado, minimizado ou simplesmente negado. A concreta efetuação da reparação esbarra, portanto, no desafio do inviável, do anacronismo, da inevitável insuficiência. Neste projecto, assume-se a posição de que é justamente o impossível da tarefa que a faz urgente. Propomos, então, um trabalho em que o artístico é convocado como lugar para a invenção colectiva, investigação-criação de modos de superação do elo perverso entre a irreparabilidade do mundo e uma insistente política da negação e da desresponsabilização.