Dois anos de projeto 1Space

O projeto 1Space (2015-17) foi uma colaboração entre três membros da rede Shared Spaces Network (Alkantara/Portugal, Exodos/Eslovénia e Festival de Marselha) dedicada à criação multidisciplinar em artes performativas entre artistas da Europa, Médio Oriente (Palestina) e África.
Ao longo de quase dois anos, catorze jovens artistas aprofundaram as suas práticas artísticas, possibilidades e limitações dos seus ambientes de trabalho. Do grupo, com artistas vindos da Palestina, Croácia, Eslovenia, África do Sul, Burkina Faso, Congo, Síria, Senegal, faziam parte as artistas portuguesas Urândia Aragão, Sofia Dinger e Ana Teresa Ascensão.
O primeiro laboratório, em Outubro de 2015, teve lugar numa tempestuosa Palestina e focou-se em bloqueios e barreiras. Em Dezembro, o grupo migrou para Kinshasa dedicando-se ao conceito de espaço e em Janeiro de 2016 realizou-se um laboratório em Lisboa, onde se explorou questões relacionadas com o tempo. Numa segunda fase, que teve início em Durban, em março de 2016, o grupo desenvolveu exercícios e ideias de projetos artísticos para posterior apresentação.
Depois dos laboratórios em Ramallah, Kinshasa, Lisboa e Durban os artistas envolvidos reuniram, uma última vez, para apresentarem o work in progress das suas criações resultantes de um ano de colaboração e pesquisa no Exodos Festival, em Ljubljana.
Deste longo projeto resultaram diálogos, pesquisas e colaborações, incluindo duas peças de artistas portuguesas. Urândia Aragão estreou Artigo 19, no Maria Matos Teatro Municipal, em junho passado, e Sofia Dinger prepara Gancho de Cabelo, em colaboração com Rimah Jabr, a estrear em 2018.

.