Sónia Baptista – Triste in English from Spanish

residência artística
1 a 16 de julho

Portas Abertas
14 de julho, 19h

Triste in English from Spanish é um trabalho que convida artistas-mulheres de vários continentes a participar num processo colectivo de desconstrução de dicotomias conceptuais, como cultura/natureza, eu/o outro, assim como conceitos de poder, acção e afirmação. Enfrentando as profundas relações entre a opressão das mulheres, a exploração do planeta e manutenção de clivagens raciais e sociais, propomos criar uma obra sobre a relação do ser humano com o mundo e com a vida, pessoal e universal. Partindo da experiência individual com raízes teóricas no ecofeminismo e ecosofia (ramo da filosofia que aborda questões ecológicas e éticas), quer-se indagar sobre a relação da mulher com as questões sociopolíticas e ambientais mais relevantes actualmente. Inspirando-se nos escritos de várias pensadoras contemporâneas, através da análise de factos, casos concretos e científicos, propomos sublimar a tristeza do confronto com o que está mal no mundo e chegar a uma criação que nos guia através de uma digestão emocional necessária e urgente; passo pequeno na engrenagem do sistema da sociedade contemporânea, mas essencial para reconceptualizar a base cultural natural humana afastando-nos de lógicas injustas de dominância.
O trabalho tem como eixo central uma exploração semântica linguística da noção de vivência e sobrevivência sustentável no choque e luta contra uma vivência insustentável. A tudo o que é vivo se atribui um prazo de validade, real e imposto, sendo que o que passou de validade não deixa de existir. O nosso modo de vida incentiva e reproduz o desperdício. Neste contexto, pegar em coisas fora do prazo de validade é um acto de fé, que vai desde comer um iogurte expirado confiando que este não nos vai fazer mal, a usar e reutilizar objectos, arranjando maneira de trabalhar com eles, com as suas peculiaridades fora de validade.
Como se como se apresenta e representa o corpo dentro de uma dramaturgia criada com a palavra escrita, com a imagem filmada, a música, a arte. Qual é a vivência do corpo da mulher atravessado pelos anos e por prazos de validade? Qual é a vivência sustentável desse corpo?

Concepção, Direcção Artística, Escrita e Interpretação Sónia Baptista
Co-criação e interpretação Márcia Lança, Carolina Campos, Isabél Zuaa, Joana Levi, Cleo Tavares, Júlia Rocha
Escritoras Marília Garcia, Carla Diacov, Júlia de Carvalho Hansen, Angélica Freitas, Nina Rizzi, Adelaide Ivanova, Erika Zingano, Ingrid Carrafa, Virna Teixeira, Francine Jallegas, Rita Isadora Pessoa
Espaço Cénico Raquel Melgue
Música Original Sonja
Filme Super 8 Aya Koretzky
Vídeo Héloise Màrechal
Desenho de Luz Daniel Worm
Figurinos Lara Torres
Retratos Ana Vidigal, Anne-Sophie Tschiegg
Consultora Artística Rosalie Schweiker
Consultora Científica Liliana Coutinho
Consultora Dramatúrgica Maria Sequeira Mendes
Design de Livro Lara Boticário, Raquel Melgue
Direcção de Produção e Gestão Financeira Joana Dilão
Direcção de Comunicação e Assistência de Produção Patrícia Azevedo da Silva
Produção AADK
Co-produção Culturgest
Apoios Cão Solteiro, Alkantara, O Espaço do Tempo, TAGV, Gaivotas6, A Oficina, Arte Ilimitada, Kubikgallery, Universidade de Évora, O Armário