Ir para o conteúdo

Conteúdo principal

Rugilė Barzdžiukaitė, Vaiva Grainytė, e Lina Lapelytė

Sun & Sea

Rugilė Barzdžiukaitė, Vaiva Grainytė, e Lina Lapelytė - ©Joana Suslavičiūtė
Rugilė Barzdžiukaitė, Vaiva Grainytė, e Lina Lapelytė - ©Joana Suslavičiūtė
Rugilė Barzdžiukaitė, Vaiva Grainytė, e Lina Lapelytė - ©Joana Suslavičiūtė
Rugilė Barzdžiukaitė, Vaiva Grainytė, e Lina Lapelytė - ©Joana Suslavičiūtė
  • 10.11 — 12.11 2022
  • Espetáculos / Performances
  • Culturgest
  • Esgotado
  • M/12
  • 60 min
  • Em inglês, com libreto disponível em inglês e português

Uma tarde de sol na praia. Da aparente descontração de quem relaxa na areia revela-se a ansiedade provocada pela crise climática.

A partir de um andaime sobre o palco, assistimos de cima a uma ópera na praia: veraneantes que tomam banhos de sol, toalhas estendidas na areia, protetor solar, fatos de banho coloridos, guarda-sóis com desenhos de palmeiras, crianças e brinquedos de plástico. Por entre risos e conversas banais, um coro de canções quotidianas, canções de preocupação e de tédio, canções de quase nada, revelam o desconforto e a ansiedade provocada pelo colapso climático.


Esta ópera performance tem sido aclamada internacionalmente como um retrato humorístico, intemporal e poderoso sobre como nos relacionamos com o planeta e com as consequências da atual catástrofe ambiental.


Vencedora do Leão de ouro na Bienal de Veneza de 2019, Sun & Sea marca o regresso a Lisboa das artistas lituanas Rugilė Barzdžiukaitė, Vaiva Grainytė e Lina Lapelytė, que em 2017 apresentaram Have a Nice Day no Teatro Maria Matos.


Sun & Sea é apresentado em parceria com o Centro de Arte Moderna (CAM) – Fundação Calouste Gulbenkian, a Culturgest e o Teatro Municipal do Porto, que também acolherá este espetáculo (4 e 5 de novembro, no Teatro Rivoli).

Informações sobre acessibilidade

Não há lugares marcados.


O público assistirá de pé ao espetáculo a partir de uma estrutura de andaimes. O andaime tem 3 metros de altura. O acesso é feito somente por escadas. Pessoas com mobilidade reduzida poderão assistir ao espetáculo a partir do nível do chão (que será o nível da praia).


O espetáculo não é recomendado para pessoas com labirintite ou vertigem crónica.

Ficha artística

Conceito e desenvolvimento Rugilė Barzdžiukaitė, Vaiva Grainytė e Lina Lapelytė Encenação e cenografia Rugilė Barzdžiukaitė Letras Vaiva Grainytė Composição e direção musical Lina Lapelytė Curadoria Lucia Pietroiusti Produção da digressão Aušra Simanavičiūtė Direção de produção e Direção de cena Erika Urbelevič Direção técnica Lique Van Gerven Tradução libreto (de lituano para inglês) Rimas Užgiris Engenheiro de som Romuald Chaloin Galiauskas Performers que cantam Aliona Alymova, Evaldas Alekna, Svetlana Bagdonaitė, Marco Cisco, Sebastian de la Cour, Nabila Dandara, Auksė Dovydėnaitė, Saulė Dovydėnaitė, Daniel Monteagudo Garcia, Claudia Graziadei, Eglė Paškevičienė, Lucas Lopes Pereira, Kalliopi Petrou, Lukas Vaičiūnas Performers Raminta Barzdžiukienė, Ilona Grainienė, Gabrielius Klimas, Vincentas Korba, Jonas Statkevičius e outras pessoas Figurantes Ana Francisca Amaral, Julieta Pessoa Amaral Pires, Lola Marquez Teixeira Gomes, Nina Botkay, Meiga, Guilherme Carravetta De Carli, Luan Okun e Fayska Coro Nuno Uamusse, Celise Manuel, Isabel Novella, Bárbara Wahnon Identidade visual Goda Budvytytė Tradução do Livreto Nuno Ventura Barbosa Produção Sun & Sea (Lituânia) Produção fundadora Neon Realism (Lituânia) Coprodutores Nida Art Colony of Vilnius Academy of Arts, Akademie Schloss Solitude, Goethe-Institut, Münchner Kammerspiele, National Gallery of Art in Vilnius, Staatsschauspiel Dresden, The Momentary, Arkansas Patrocínio JCDecaux

Projeto financiado por Concelho da Cultura da Lituânia
Apresentado por Alkantara Festival, Centro de Arte Moderna (CAM) - Fundação Calouste Gulbenkian e Culturgest, em parceria com o Teatro Municipal do Porto

Rugilė Barzdžiukaitė, Vaiva Grainytė e Lina Lapelytė

Rugilė Barzdžiukaitė (n.1983, baseada em Vilnius) trabalha como cineasta, diretora de teatro e artista visual. Na sua prática criativa, Barzdžiukaitė explora o fosso entre realidades objetivas e imaginárias, ao mesmo tempo que, de forma lúdica, desafia uma forma antropocêntrica de pensar. A sua recente longa-metragem documental Acid Forest foi premiada no Festival Internacional de Cinema de Locarno, entre outros, exibida na National Gallery of Art em Washington, no Lincoln Center em Nova Iorque, no festival American Film Institute em Los Angeles e em muitos...

Voltar ao inicio
This website is using cookies to provide a good browsing experience

These include essential cookies that are necessary for the operation of the site, as well as others that are used only for anonymous statistical purposes, for comfort settings or to display personalized content. You can decide for yourself which categories you want to allow. Please note that based on your settings, not all functions of the website may be available.

This website is using cookies to provide a good browsing experience

These include essential cookies that are necessary for the operation of the site, as well as others that are used only for anonymous statistical purposes, for comfort settings or to display personalized content. You can decide for yourself which categories you want to allow. Please note that based on your settings, not all functions of the website may be available.

Your cookie preferences have been saved.